fbpx

- Continua depois da publicidade -


Governo francês ensinará árabe nas escolas

Com cerca de 3 milhões de muçulmanos na França, o árabe é o segundo idioma mais falado no país

Diante do medo do extremismo islâmico, o governo politicamente correto da França, que não cessa em trabalhar para destruir seu próprio país, incluiu o ensino do árabe nos currículos escolares.

– Continua depois da publicidade –

Mesmo havendo cerca de 3 milhões de muçulmanos no país e o árabe sendo a segundo língua mais falada, o ensino do idioma era feito apenas pelas mesquitas e associações particulares.

O presidente Emmanuel Macron justificou a medida alegando que o árabe deve ser aprendido sob a tutela do estado para evitar a “exclusão” dos muçulmanos.

Ainda, segundo o Ministério da Educação da França, o plano de garantir o ensino da língua através da educação estatal tem por objetivo evitar que os muçulmanos estudem nas associações e mesquitas, as quais podem leva-los a se tornarem radicais/extremistas – como se as pessoas fossem deixar de estudar nas mesquitas e associações por se ensinar árabe nas escolas francesas, que piada!

O plano ministerial alarmou todos os políticos da direita do país, registra o Estadão.

Para Luc Ferry, ex-ministro da educação, a medida resultará na islamização das escolas.

– Continua depois da publicidade –

Comentários


Veja também...