- Continua depois da publicidade -


Dirigente do PT arruma confusão, desacata policiais e tem braço quebrado

O meliante se diz vítima de agressão por motivação política

No último domingo (03), o dirigente do PT em Atibaia, Geovani Doratioto, de 29 anos, arrumou confusão, desacatou policiais militares e teve o braço quebrado.

– Continua depois da publicidade –


Tudo começou quando, em via pública, o meliante do PT arrumou confusão e se meteu em briga durante festa de carnaval.

A polícia foi chamada até o local, e, no momento da abordagem, Geovani desacatou os policiais e resistiu à prisão. Até aquela hora, ele estava ileso.

Quando chegaram à delegacia, as autoridades pediram para que o baderneiro entrasse na cela, posto que este só seria liberado mediante fiança de R$ 1.000,00. Porém, Geovani cometeu desacato novamente, recusou-se a entrar no local, e ainda injuriou uma escrivã que estava de plantão na delegacia.

Então, um dos policiais deu um mata leão para imobilizar o baderneiro e coloca-lo na cela. Mas, na mesma hora, outro agente segurou o braço do petista, acabando por quebra-lo acidentalmente.

Por fim, Geovani se diz vítima de agressão por motivação política, pois estava usando uma camiseta em que estava escrito “Lula Livre”.

Os Policiais Militares envolvidos no caso foram afastados e só devem voltar à suas funções após a conclusão do Inquérito Policial Militar, que fora instaurado para apurar a conduta dos mesmos.

– Continua depois da publicidade –


Veja a cena do ocorrido:

Assista ao excelente comentário do youtuber Italo Goulart:

– Continua depois da publicidade –



Veja também...