fbpx

- Continua depois da publicidade -


Mourão lamenta afastamento da esquerdista Ilona Szabó

O general achou ruim afastar do governo uma militante desarmamentista, pró-aborto, pró-drogas e anti-Bolsonaro

Na última terça-feira (05), em entrevista concedida ao jornal Valor Econômico, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), disse que o Brasil “perdeu” com a decisão do ministro da Justiça, Sergio Moro, de afastar a inimiga do governo e especialista em piorar a segurança pública, Ilona Szabó, que iria compor o CNPCP (Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária).

– Continua depois da publicidade –


“Eu acho que perde o Brasil. Perde o Brasil todas as vezes que você não pode sentar numa mesa com gente que diverge de você. O Brasil perde. Não é a figura A, B ou C. Perde o conjunto do nosso país e nós temos que mudar isso aí”, disse Mourão.

Diante do enorme besteirol contido nas declarações de Mourão, surgem apenas três hipóteses:

  1. Ele é idiota e estúpido a ponto de querer ser ‘amiguinho’ da grande mídia, algo duvidoso, pois ninguém vira General sendo burro.
  2. Ele é inimigo do governo e pretende derrubar Bolsonaro através do apoio da extrema-imprensa.
  3. Ele está servindo de ‘boi de piranha’, apanhando dos eleitores de Bolsonaro e conquistando a grande mídia para acalmar certas minorias; talvez dar a impressão de que o governo está aberto à políticas progressistas. Contudo, é improvável que tal estratégia funcione ou exista.

Infelizmente, a segunda hipótese é a mais provável…

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: