- Continua depois da publicidade -


Bolsonaro é atacado pela imprensa três vezes ao dia

Além da publicação média de três notícias por dia atacando o presidente e o seu governo, estas são replicadas por todos os jornais da grande mídia, gerando mais de 100 ataques diários

Nesta terça-feira (11), o jornal Estadão publicou uma notícia vitimizando o jornalismo sujo da grande mídia. A manchete foi a seguinte: “Imprensa é alvo de Bolsonaro no Twitter a cada 3 dias”.

– Continua depois da publicidade –


Então, o Diário Conservador se viu no direito de mostrar o que realmente acontece, não apenas um recorte falacioso da verdade como fazem os grandes jornais.

Em verdade, o presidente Jair Bolsonaro é atacado pelos veículos de comunicação com pelo menos três notícias ao dia, estas são replicadas por todos os jornais, resultando em mais de uma centena de ataques diários.

Veja uma pequena lista de ataques e réplicas feitas nas últimas 24 horas:

1 – “Suspeito de matar Marielle mora em condomínio de Bolsonaro” (UOL)

2 – “Bolsonaro age para intimidar a imprensa e jornalistas, diz OAB e Abraji” (UOL)

3 – “Bolsonaro cria estado de crise permanente para manter aceso o mito” (UOL)

4 – “Mídia é alvo de Bolsonaro a cada três dias” (Folha)

5 – “Em negociação por previdência, governo libera R$ 1 bilhão em emendas” (Folha)

6 – “Ataques de Bolsonaro reforçam polêmicas em redes sociais e frustram auxiliares” (Folha)

7 – “Comentário de Bolsonaro contra jornalista provoca crítica de OAB e Associações de imprensa” (G1)

8 – “Bolsonaro deu 82 declarações falsas ou distorcidas em 68 dias, diz site” (Poder 360)

9 – “Bolsonaro usou informações falsas para criticar jornalista, diz portal” (Poder 360)

10 – “Imprensa é alvo de Bolsonaro no Twitter a cada três dias” (Estadão)

11 – “Após interferir no MEC e na Justiça, Bolsonaro diz que ministro tem liberdade para escolher equipe” (O Globo)

12 – “Personalidade ligam desfecho do caso Marielle a Bolsonaro” (Catraca Livre)

E a lista poderia se prolongar em mais de 100 artigos! Tudo isso em menos de 24 horas. Também, ao mesmo tempo em que o jornais atacam o presidente de República, nenhum faz 1 elogio sequer, ou mostra algo de bom que o governo esteja fazendo.

O problema não é ser contra o Bolsonaro, mas dizer-se ‘isento’ e, obviamente, não o ser.

Fica claro que tudo é coordenado pelos órgãos de imprensa que, através da repetição negativa desenfreada, fazem o possível para criar um ambiente de pessimismo sobre o governo e uma falsa impressão de crise.

Porém, segundo o Estadão, a imprensa que é a ‘vitima’; segundo o Estadão, justo seria Bolsonaro ser atacado 24 horas sem ter o direito de se defender. Aliás, nem isto o presidente consegue fazer, o que ele faz é criticar em seu humilde Twitter.

Jair Bolsonaro, a verdadeira vítima, sofreu uma tentativa de assassinato, ficou 5 meses com uma bolsa de colostomia, é execrado 24 horas pela grande mídia e, diferente de outros políticos, não possui organizações bilionárias o ajudando. Tudo que Bolsonaro possui é o povo brasileiro e sua coragem.

A falta de influência que a imprensa está tendo na direção da nação a está deixando apavorada. O presidente se elegeu sem a mídia e continua governando sem ela, como também cortou a verba publicitária que esta recebia do governo.

– Continua depois da publicidade –



Veja também...