fbpx

- Continua depois da publicidade -


Suzano: Atiradores estavam armados com coquetéis molotov e arco e flecha

Descubra tudo o que se sabe até o momento

O ataque na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), chocou o Brasil na manhã desta quarta-feira (13). O ataque deixou cinco alunos e duas funcionárias mortas; os dois assassinos se mataram.

– Continua depois da publicidade –


Os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Henrique de Castro, de 25 anos, ex-alunos do colégio.

Veja a cronologia dos fatos:

  • 1. Antes de entrar na escola, os assassinos vão até uma loja de automóveis próximo ao colégio. O proprietário do estabelecimento, Jorge Antonio de Moraes, tio de Guilherme Taucci Monteiro, leva três tiros e morre.
  • 2. Os criminosos seguem até a escola e estacionam o carro na entrada. Eles entram e atiram na coordenadora pedagógica, que falece na hora.
  • 3. Eles atiram em uma segunda funcionária da escola, que também é morta.
  • 4. Os bandidos se encaminham para o pátio da escola. É hora do lanche e há apenas alunos do ensino médio.
  • 5. Os assassinos abrem fogo. Cinco adolescentes são mortos no local, e outros são feridos.
  • 6. Atiradores se dirigem para o centro de línguas que funciona na escola, em outro andar. Lá, a professora e os alunos se trancam em uma sala.
  • 7. Do lado de fora, os dois assassinos cometem suicídio.
  • 8. Polícia chega ao local 8 minutos após ser chamada e encontra com os criminosos um revólver 38, uma besta (um artefato com arco e flecha), objetos que parecem ser coquetéis molotov e uma mala com fios.
  • 9. Há nove feridos, mas o estado de saúde não foi informado.
  • 10. Ainda não se sabe o motivo do ataque.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: