fbpx

- Continua depois da publicidade -


Após uma semana de apagão, energia elétrica é restabelecida na Venezuela

Cerca de 20% da população ainda faz fila para coletar água do esgoto

Após uma semana de apagão, o pior na história da Venezuela, a energia foi majoritariamente restabelecida. Nesta quinta-feira (14), as atividades laborais estão sendo retomadas, embora as aulas continuem suspensas por mais 24 horas.

– Continua depois da publicidade –


Também com a volta da energia, o narcoditador Nicolás Maduro pediu à população que faça uso moderado da eletricidade, posto que ainda não voltou a sua estabilidade normal.

“O apagão teve início no fim da tarde de quinta-feira passada (7) e atingiu cerca de 90% do território nacional. Em algumas áreas, como na capital, o serviço ficou intermitente durante esta semana, enquanto algumas cidades registraram mais de 100 horas seguidas sem luz. Os dias mais críticos foram sexta, sábado e domingo, quando, segundo organizações não governamentais e a oposição, pelo menos 17 pessoas morreram em hospitais e clínicas devido à falta de energia – 15 delas por não conseguirem fazer hemodiálise, segundo a Codevida”, registrou a Gazeta do Povo.

Por fim, com a volta da eletricidade, cerca de 80% das casas já têm água potável, mas 20% da população ainda forma filas em rios e esgotos para não morrer de sede.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: