- Continua depois da publicidade -


Peru, um exemplo de como vencer o inimigo STF

Em 2018, congresso peruano aprovou destituição do Conselho Nacional da Magistratura

No dia 21 de julho de 2018, o Congresso do Peru aprovou, por unanimidade, a destituição dos integrantes do Conselho Nacional da Magistratura (CNM). Os sete conselheiros do órgão estavam envolvidos em um escândalo de corrupção junto dos mais altos níveis do judiciário, que foi revelado após a divulgação das suas conversas telefônicas.

– Continua depois da publicidade –


O CNM tem funções similares ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Brasil, como a de melhorar a gestão e fiscalizar o Judiciário.

Uma opção similar para o Brasil, seria destituir todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) através do Congresso Nacional.

Ou, caso o Exército ainda se importe com o povo brasileiro, enviar ‘um cabo e um soldado’ ao local para substituir os palhaços do STF pelos membros do Supremo Tribunal Militar (STM).

– Continua depois da publicidade –



Veja também...