fbpx

- Continua depois da publicidade -


Wyllys culpa Bolsonaro pelo assassinato de Marielle na ONU

Embaixadora brasileira se recusou a ouvir discurso do cuspidor do PSOL

Nesta sexta-feira (15), em reunião na Organização das Nações Unidas (ONU), o ex-deputado federal pelo PSOL, Jean Wyllys, proferiu um discurso difamatório e criminoso à comunidade internacional.

– Continua depois da publicidade –


Enquanto o cuspidor Wyllys falava, uma embaixadora do Brasil se recusou a ouvir o discurso e foi atacada:

“A minha presença aqui amedronta a senhora e o seu governo, que não tem compromisso com a democracia.”

O ex deputado também disse:

“A imprensa revela ligações entre organizações criminosas, os assassinos de Marielle Franco e a família do presidente da República, que ocupa o Palácio do Planalto.”

O jornalista esquerdista Jamil Chade publicou a discussão em seu Twitter:

Na última quinta-feira (14), conforme noticiamos, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, desmentiu os rumores espalhados pela militância do Partido dos Trabalhadores (PT) sobre o envolvimento da família Bolsonaro e o assassinato da psolista Marielle Franco.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: