fbpx

- Continua depois da publicidade -


Deputados do PT e do PSOL foram postos contra a parede e tomaram bronca do ministro da Economia.

Nesta quarta-feira (03), durante audiência na Câmara para falar sobre a Reforma da Previdência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, além de dar uma bela aula de finanças, humilhou deputados esquerdistas do PT e do PSOL, que foram ao recinto apenas para causar tumulto.

– Continua depois da publicidade –


A audiência foi encerrada após mais de seis horas de duração, depois de uma confusão que se formou quando o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) afirmou que o ministro age como “tigrão” em relação a aposentados, idosos e pessoas com deficiência, mas como “tchutchuca” em relação à “turma mais privilegiada do nosso país”.

Imediatamente, deputados começaram a cobrar decoro por parte de Zeca Dirceu. O presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), pediu aos parlamentares respeito com o ministro.

Fora do microfone, Paulo Guedes se dirigiu a Zeca Dirceu e respondeu: “Você não falte com o respeito comigo. Tchutchuca é a mãe, tchutchuca é a vó”.

Também, em resposta a uma gritaria feita pela esquerda histérica, Paulo Guedes afirmou que quem acha que a Reforma da Previdência não é necessária deveria ser internado:

“Quem acha que não é necessária? É um problema sério. É caso de internamento. Tem que internar.”

O presidente Jair Bolsonaro até publicou um dos trechos mais quentes da audiência em seu Twitter:

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: