fbpx

- Continua depois da publicidade -


“Inquérito do STF descumpriu regras da PF”, diz delegado federal

Segundo os delegados da Polícia Federal, não houve distribuição do caso. O responsável pela investigação foi escolhido pelo ministro Alexandre de Moraes.

Aberto pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, o inquérito das “fake news” está gerando uma intensa repercussão negativa por todo o Brasil, principalmente após as determinações do relator Alexandre de Moraes nas últimas 48 horas.

– Continua depois da publicidade –


Delegados da Polícia Federal ouvidos pelo jornal Estadão apontam uma “anomalia” no inquérito.

Segundo os delegados, não houve livre distribuição do caso. O responsável pela investigação foi escolhido pelo ministro Alexandre de Moraes após indicação do diretor-geral da PF em exercício, Disney Rosseti.

Na avaliação dos policiais, o inquérito descumpriu regras da administração da Polícia Federal.

O correto, para os delegados, seria que o caso tivesse sido enviado à Corregedoria da PF, que, por sua vez, distribuiria o caso à delegacia competente. Lá, o delegado chefe apontaria o responsável pela investigação.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: