fbpx

- Continua depois da publicidade -


Ditador da Venezuela pede ajuda a Davi Alcolumbre

Maduro quer que o Senado seja o porta-voz na retomada de relações entre Venezuela e Brasil.

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que quer restabelecer as relações com o Brasil e abrir a fronteira entre os dois países, fechada por ele desde 22 de fevereiro.

– Continua depois da publicidade –


Em carta entregue nessa quarta-feira (17) ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), Maduro faz um apelo ao Congresso para que seja “porta-voz” do regime chavista e dê início a um processo de negociação entre os dois países.

No texto, Maduro não faz menção a negociações diretas com o presidente da República, Jair Bolsonaro, a quem acusa de interferir na política da Venezuela e de se submeter a interesses do governo Donald Trump.

Segundo Maduro, a mudança promovida por Bolsonaro na política externa brasileira ameaça a relação caracterizada pela “harmonia, fraternidade e respeito mútuo” entre Brasil e Venezuela.

O site Congresso em Foco teve acesso à carta enviada por Maduro. Confira a íntegra AQUI.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: