fbpx

- Continua depois da publicidade -


Alexandre de Moraes defende inquérito da censura

Segundo o ministro, o combate às fake news é fundamental para manter a honra do STF.

Na semana passada, Moraes recuou e decidiu derrubar a censura imposta por ele a uma reportagem da Crusoé e O Antagonista.

– Continua depois da publicidade –


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, defendeu o inquérito instaurado pelo próprio STF para apurar ameaças, ofensas e a disseminação de fake news contra a Corte.

Em manifestação de três páginas, o magistrado também negou que tenha havido censura na decisão em que determinou a remoção de reportagens da Crusoé e O Antagonista.

Os esclarecimentos de Alexandre foram enviados ao ministro Edson Fachin, relator de uma ação em que a sigla Rede Sustentabilidade contesta a abertura da investigação por iniciativa do próprio Supremo, sem o acompanhamento do Ministério Público.

Segundo o UOL, Moraes escreveu:

“O objetivo do inquérito é claro e específico, consistente na investigação de notícias fraudulentas (fake news), falsas comunicações de crimes, denunciações caluniosas, ameaças e demais infrações […] que atinjam a honorabilidade institucional do Supremo Tribunal Federal e de seus membros, bem como a segurança destes e de seus familiares, quando houver relação com a dignidade dos ministros, inclusive com a apuração do vazamento de informações e documentos sigilosos.”

Ora, não seria melhor, para manter a honra do STF, o senhor Alexandre de Moraes e seus capangas togados renunciarem?

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: