fbpx

- Continua depois da publicidade -


“Eu não conheço o Mourão, mas eu sou agradecido, por exemplo, por um gesto dele na morte do meu neto”, disse o presidiário.

O condenado Lula da Silva (PT) afirmou que é grato ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, por ter se posicionado a favor da visita ao funeral de seu neto Arthur, em março.

– Continua depois da publicidade –


Em entrevista concedida à Folha e ao jornal El País na última sexta-feira (26), Lula declarou:

“Quando sair daqui eu quero conversar com os militares. Tenho vontade de perguntar para o chefe da Marinha, da Aeronáutica, do Exército, qual presidente da República que fez mais para eles do que eu fiz.”

E acrescentou:

“Quero perguntar para eles qual a razão do ódio que eles têm do PT. […] Não sou contra eles participarem do governo, não. Mas militar tem que saber que eles têm um papel a cumprir pela Constituição.”

Citando o vice Mourão, ele completou:

“Eu não conheço o Mourão, mas eu sou agradecido, por exemplo, por um gesto dele na morte do meu neto. Ele foi um cara que disse que era uma questão humanitária. Diferentemente do filho do Bolsonaro, que postou uma série de asneiras no Twitter.”

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: