fbpx

- Continua depois da publicidade -


Enquanto grande parte da imprensa brasileira bajula a ditadura de Nicolás Maduro, os jornais venezuelanos lutam para permanecer abertos.

O centenário jornal Panorama anunciou que sua versão impressa deixará de circular na Venezuela por causa da falta de papel.

– Continua depois da publicidade –


A falta de circulação do periódico devido à escassez de material já ocorreu em quatro Estados. Desde 2013, o país já perdeu 67 veículos impressos.

O diário era o único veículo impresso restante do estado de Zulia, no noroeste do país.

Em sua primeira página, segundo o Poder360, o jornal escreveu:

“Esgotado nosso inventário de papel, a edição impressa do Panorama diz até breve aos seus fiéis leitores. Nossa tarefa de informar continuará com a mesma responsabilidade e dedicação no nosso site.”

Fundado em dezembro de 1914, o periódico afirmou ainda que publicará na sua última edição nesta terça-feira (14) um especial de despedida.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: