fbpx

- Continua depois da publicidade -


Governo prevê corte de 25 mil cargos estatais

Bolsonaro pretende enxugar estatais ainda em 2019.

Segundo informações do Ministério da Economia e das próprias empresas, o número de desligamentos no ano poderá passar de 25 mil.

– Continua depois da publicidade –


Fernando Soares, secretário de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) do Ministério da Economia, afirmou que já foram aprovados pelo governo este ano 7 programas de demissão voluntária (PDVs) ou de aposentadoria incentivada de empresas distintas.

A estimativa do governo é de um total de 21,5 mil desligamentos ao longo do ano somente com esses sete programas, o que poderá gerar uma economia com folha de pagamento da ordem de R$ 2,3 bilhões por ano.

A lista das estatais envolvidas, entretanto, ainda não foi tornada pública.

Segundo o secretário, a abertura de PDVs ou programas de aposentadoria incentivada é uma “decisão estratégica de cada empresa” e não cabe ao governo “queimar a largada”.

“A secretaria aprova os parâmetros. Cabe à diretoria das empresas, em conjunto com a área de recursos humanos, conversar com os funcionários e fazer um trabalho de divulgação”, disse Fernando Soares, segundo o G1.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: