fbpx

- Continua depois da publicidade -


Comunistas organizam protesto contra Bolsonaro na Argentina

As hashtags #ArgentinaRechazaBolsonaro (Argentina rejeita Bolsonaro) e #ellosno (eles não) já vêm sendo usadas para convocar a manifestação.

ONGs, sindicatos e partidos de esquerda da Argentina preparam uma manifestação para quinta-feira (6) contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

– Continua depois da publicidade –


Bolsonaro fará uma visita oficial a Buenos Aires para se reunir com seu homólogo argentino, Mauricio Macri.

O legislador da cidade de Buenos Aires, Gabriel Solano, dirigente do Partido Obrero, declarou:

“Nós vemos Bolsonaro como um representante de [Donald] Trump na América Latina, que pode influenciar na decisão de apoiar uma invasão norte-americana na Venezuela.”

E, segundo a Folha, acrescentou:

“Além disso, tememos que a reforma da Previdência que Bolsonaro quer fazer no Brasil estimule Macri a tornar a nossa ainda mais restrita. Bolsonaro é uma má influência para a Argentina e para a América Latina.”

O protesto da extrema esquerda argentina ocorrerá ao longo do dia e deve começar com uma marcha que terá início na frente da Embaixada do Brasil e que culminará com uma concentração diante da chancelaria argentina.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: