fbpx

- Continua depois da publicidade -


Governo quer privatizar 16 mil km de rodovia

Através da iniciativa privada, o Brasil passará a ter rodovias de qualidade.

O governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, pretende transferir 16 mil quilômetros (km) de rodovias para a iniciativa privada por meio de concessões.

– Continua depois da publicidade –


A informação foi confirmada nesta segunda-feira (24) pelo ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, durante encontro com empresários no Rio de Janeiro.

Tarcísio afirmou que praticamente toda a malha viária do estado deve ser concedida à iniciativa privada, incluindo o Arco Metropolitano e a Rodovia Rio-Santos.

O ministro afirmou que a nova concessão da Rio-Teresópolis será feita incluindo o Arco Metropolitano, e a nova concessão da Rio-Juiz de Fora (BR-040) vai contemplar as obras na subida da serra, em Petrópolis.

Segundo a agência EBC, Tarcísio também adiantou que a licitação da Dutra (BR-116) vai incluir obras da nova descida da Serra das Araras como investimento obrigatório:

“Na nova licitação da Nova Dutra, a gente vai pegar o trecho que vai do Rio para Ubatuba, ou seja, vamos pegar a Rio-Santos e incorporar a [BR] 101, em São Paulo, nessa concessão da Nova Dutra. Vamos ter a malha do Rio de Janeiro praticamente toda concedida, toda nas mãos da iniciativa privada.”

O ministro citou outras rodovias que estão nos planos do governo para concessão: os percursos das BRs 163 e 230, entre Mato-Grosso e Pará, das BRs 381 e 262, entre Minas e Espírito Santo, e das BRs 364 e 365, entre Minas e Goiás.

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: