fbpx

- Continua depois da publicidade -


“Se o Brasil deixar o acordo de Paris, até onde nos diz respeito, não poderemos assinar o acordo comercial com eles”, alertou Macron.

O presidente francês, Emmanuel Macron, ameaçou colocar em risco os trabalhos de negociações comerciais entre União Europeia Mercosul.

– Continua depois da publicidade –


Após décadas de negociação, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou recentemente que o acordo poderia ser assinado “logo”, enquanto a UE o chamou de “prioridade número um”.

Macron, por outro lado, preferiu utilizar do artifício da chantagem para pressionar o líder do Brasil sobre questões ambientais.

O líder da França afirmou, nesta quinta-feira (27), que não assinará nenhum acordo comercial com o Brasil caso o presidente Bolsonaro saia do acordo climático de Paris.

Em conversa com jornalistas, segundo a agência Reuters, Macron declarou:

“Se o Brasil deixar o acordo de Paris, até onde nos diz respeito, não poderemos assinar o acordo comercial com eles. Por uma simples razão. Estamos pedindo que nossos produtores parem de usar pesticidas, estamos pedindo que nossas companhias produzam menos carbono, e isso tem um custo de competitividade.”

E acrescentou:

“Então não vamos dizer de um dia para o outro que deixaremos entrar bens de países que não respeitam nada disso.”

– Continua depois da publicidade –


Comentários


Veja também...

Ajude-nos a quebrar a censura e siga o Diário Conservador no Twitter: